DSC_2179.png

Pêndulo de Wilberforce

Esse é equivalente a um pêndulo de torção preso à extremidade de uma mola, formando um sistema massa-mola com momento de inércia variável. Aqui, a energia potencial adquirida pela massa (se girada e depois solta) se transforma em energia cinética tanto rotacional quanto translacional. Quando o pêndulo está subindo e descendo com amplitude máxima (energia cinética translacional máxima) observa-se que a massa para de girar (energia cinética rotacional mínima) e vice-versa, se a energia translacional é mínima, a rotacional é máxima.

 

Como se faz:

 

A mola que amortecia a rotação do pêndulo de Torção foi substituída pela mola que segura a massa. Como a mola tende a girar levemente quando esticada dará rotação ao peso, que deve ter uma haste horizontal com massas nas extremidades (como no pêndulo de torção, para podermos variar o momento de inércia do corpo).