DSC_2179.png

Transformador

É uma máquina elétrica usada em corrente alternada. Transforma o valor da tensão, por exemplo de 220 Volt para 110 Volt, ou vice-versa. Esta capacidade do transformador permitiu a grande expansão no transporte, distribuição e utilização da energia elétrica. e, juntamente com o motor de corrente alternada, mostrou o grande interesse da utilização da corrente alternada, numa época em que se confrontavam idéias sobre a melhor maneira de usar a energia elétrica.

 

Os transformadores mais generalizados são o monofásico e o trifásico. No transformador monofásico existe um núcleo de ferro em torno do qual estão montadas duas bobinas, uma para receber a tensão (o primário) e outra para fornecer a tensão (o secundário). O transformador tem inúmeras aplicações e existem transformadores para muitas potências e tensões, conforme as aplicações. As aplicações mais importantes são no transporte e distribuição de energia elétrica, subindo os valores no início do transporte e diminuindo estes valores próximo dos utilizadores. Outras utilizações generalizadas são na maioria das aparelhagens domésticas e industriais, em que é preciso alterar o valor da tensão da rede de alimentação para os adaptar aos valores a que o aparelho funciona.

 

O transformador consta de duas bobinas independentes, enroladas sobre um núcleo de ferro. Este é laminado para evitar a perda de potência pelas correntes de Foucault. O enrolamento que recebe a potência de entrada ou ddp a ser transformada chama-se bobina primária e o outro enrolamento que fornece a ddp a ser transformada chama-se bobina secundária. A corrente alternada na primária origina um fluxo magnético alternado no núcleo. Este fluxo atravessa a secundária originando nela uma corrente elétrica alternada induzida, em virtude da indutância mútua dos dois circuitos. A função do núcleo de ferro é concentrar o campo magnético, para uma dada corrente, e orientar o campo de modo que quase todo o fluxo magnético que passa por uma bobina passe também pela outra, diminuindo-se as perdas de energia na tranformação da tensão.

 

Sendo Np o número de espiras da bobina primária e Ns o número de espiras da bobina secundária, e ainda Up e Us os valores eficazes das respectivas ddps, demonstra-se a seguinte relação:

 Up . Ns = Us . Up

chamada razão de transformação. Se Ns > Np, o transformador é um elevador de tensão; se Ns < Np , ele é um “abaixador” de tensão.