DSC_2179.png

Anel Saltante

 

Ligando-se a bobina a uma fonte de tensão alternada (tomada de energia elétrica) circulará por ela uma corrente gerando um campo magnético variável que provocará o aparecimento de uma corrente induzida no anel.

 

O sentido desta corrente induzida obedece à Lei de Lenz e é contrário ao da corrente na bobina, ou seja, o campo magnético gerado no anel tende a se opor ao campo existente na bobina e o anel é sempre repelido por ela, provocando o "salto".

 

Quando acionamos o interruptor elétrico, um "pico" de corrente passa pela bobina produzindo uma grande variação de campo magnético na haste de ferro vertical, onde está colocado o anel de alumínio. Esse campo magnético induz uma corrente elétrica no anel metáico que gera outro campo magnético. Como se fosse um ímã, o anel é repelido pelo campo produzido pela bobina. A repulsão magnética causa o salto do anel. Temos um anel de alumínio e outro de cobre, ao ligarmos as duas chaves, percebemos que o anel de alumínio salta mais alto por ser mais leve e mais espesso que o de cobre.